Terça-feira, 4 de Dezembro de 2012

and yet to come

Em dezembro gosto de fazer uma lista com as resoluções para o próximo ano. Na verdade não cumpro nem metade daquilo a que me proponho mas não deixa de ser um exercício interessante, tipo auto-investimento nos sonhos possíveis de realizar {sim, porque há aqueles que ficam ali parados à espera que o R. ganhe o euromilhões... porque eu quero ganhar, mas não jogo}.

Com o passar do tempo {leia-se idade}, e com um autoconhecimento cada vez mais consciente, à partida, sei de imediato, aquilo que vou tentar atingir e aquilo que escrevo só para ficar registado. Sou procrastinadora. Mudei de casa há quase dois anos e ainda tenho caixotes por abrir.

Este ano decidi que, em vez de uma lista vou ser mais económica e partir apenas de palavras, ideias, conceitos. Tenho uma lista infindável {e em inglês porque tudo me soa melhor em inglês...}.

Tentei dar a volta ao texto, perceber o que me faz realmente falta no ano que aí vem.

Universo, se me estás a ouvir, 2013 vai ser assim...

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Não perder tempo.

Focar-me no que importa.

Em quem importa. Não sei se se passa o mesmo convosco mas tenho a tendência para me dispersar e perder em pormenores que, vai ver-se mais de perto, não importam nada. No próximo ano quero usar {e não gastar, usar} a minha energia em mudar aquilo que não gosto na minha vida, arranjar alternativas para e concentrar-me em viver cheia de pormenores importantes.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Viajar. Viajar muito. Aqui, ali. Dentro de mim. Com os outros.

Explorar tudo! Não sentir fronteiras, nem barreiras, nem outra coisa qualquer que me faça parar de ir.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Inspirada. Criativa. Apaixonada.

Sentir isto em tudo o que faça, seja amor, seja sopa.

Think outside the box.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Freeeedoooooommmm!

Ser livre para ser quem quero. Experimentar o que quero. Dizer o que quero. Pensar o que quero. Escrever o que quero.

Livre de imposições de uma sociedade mesquinha. Livre. Livre!!! 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Brilhar no escuro.

Levantar pó na lama.

E, quando eu passar, que a relva cresça.

 

{gostava de ler as vossas palavras de ano novo...}

 

sinto-me: um livro de auto-ajuda...!
publicado por daily às 22:07

link do post | comentar | favorito
|

.now

. pensamento do dia

. um não-assunto

. pensamento do dia

. qual é a cor da inveja?

. espelho meu...

. pensamento do dia

. tenho tantas...

. welcome to hell!

. i just want to drink coff...

. why, God?! why?!

.other days

. Julho 2015

. Junho 2015

. Julho 2014

. Junho 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.pegadas

Website counter

.às quantas ando...

love
cidades
queen
eat
travel