Terça-feira, 17 de Maio de 2011

manifesto anti-compras

Odeio fazer compras!

Odeio Centros Comerciais!

Odeio perder horas preciosas da minha sublime existência, escada abaixo, escada acima, sem conseguir encontrar o que pretendo e chegar a casa com dor de cabeça!

E odeio odiar isto tudo, porque sou gaja e esta informação deveria estar inerente ao meu cromossoma. Nem sequer eu me ajudo...{#emotions_dlg.mad} 

sinto-me:
publicado por daily às 20:34

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 12 de Março de 2008

maçãs

 

 

 

"Mulheres são como maçãs em árvores.
As melhores estão no topo.
Os homens não querem alcançar essas boas, porque eles têm medo de cair e se machucar. Preferem pegar as maçãs podres que ficam no chão,
que não são boas como as do topo,
mas são fáceis de se conseguir.

Assim as maçãs no topo pensam que algo está errado com elas,
quando na verdade, eles estão errados...

Elas têm que esperar um pouco para o homem certo chegar,
aquele que é valente o bastante para escalar até o topo da árvore."

Machado de Assis

 

És a minha maçã. Apesar de ser mulher, escalei ao topo da tua árvore e colhi-te! E apesar de às vezes a maçã aparecer com casca, adoro noites de pomar!

 

 

 

sinto-me: virada para a fruta
publicado por daily às 21:27

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
Domingo, 17 de Fevereiro de 2008

vamos lá a ver se nos entendemos!

Mulheres... é complicado escrever sobre elas, visto que sou uma e desde logo é-me difícil ser imparcial. Apesar disso, vejo-me mais como um homem rude do campo, com alguns laivos de gaja e, isso sim, sou bastante feminina no que toca ao meu aspecto. No fundo, gosto de ser mulher.

 

Somos bonitas e elegantes, temos a genética preparada para a maternidade e somos detentoras de uma sabedoria de vida muito importante. Acredito mesmo nisto, apesar de apenas um número reduzido de pessoas consiga demonstrá-lo.

 

Mas as mulheres também conseguem ser palermas. Umas cabras. E, regra geral, com a mira apontada para outra mulher. Amiga, conhecida ou perfeita estranha. E isto é das coisas mais estúpidas que acontecem em termos de fenómenos sociais.

 

Aborrece-me particularmente ter que levar com o carimbo de estupor pelas atitudes que a malta do mesmo género que eu tem.

 

A vida já é naturalmente complicada. Chega de a tornar ainda pior. A mim faz-me dor de cabeça. Não chega já?!?

 

 

 

tags:
publicado por daily às 20:42

link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 7 de Janeiro de 2008

As transparentes

O Amor faz-nos ter atitudes idiotas! E não estou a falar dos estúpidos nomezinhos que arranjamos para a cara metade, do falar à bebé para um caramelo de 90kg ou de papar as secas dos jantares da família "dele".

 

Escrevo sim sobre o facto de a mulher estar quase geneticamente programada a desistir de si própria em prol de uma relação. E isto acontece sempre. Nós, mulheres , acabamos por nos apagar como seres únicos e individuais, para que um sentimento de parceria, de pertença a algo surja.

 

Deixamos de nos encontrar com os nossos amigos, deixamos de sair à noite, de ir ao cinema, de ir dançar, enfim, deixamos de viver. É uma sorte continuarmos a respirar sem o auxílio da criatura que anda lá por casa. Se estar apaixonado é um estado de graça (e eu acredito nisso), por consequência , estar dentro de uma relação faz-nos entrar num estado de desgraça.

 

E porque o fazemos? Genética ? Estupidez? Em nome do amor? Mas quem nos pediu isso? E se ninguém nos pediu, porque o fazemos? Genética ? Estupidez? Em nome do amor? É uma bola de neve...

 

Como tal, tornamo-nos transparentes, esquecidas de nós próprias. Sem vontade. Sem prazer. E no final, sem amor.

 

Quem vai amar um ser inanimado, sem vontade, sem respeito e sem futuro?

 

 

sinto-me: Bastante opaca!!!!
música: Maria Rita - Não vale a pena
publicado por daily às 23:38

link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 2 de Janeiro de 2008

My name is Sarah

Sou uma sarah ... vá... quase uma sarah . Sarah é um novo tipo de mulher que está a emergir na sociedade do século XXI, e com a qual me identifico bastante. Single, rich (esta é a parte que está mais complicada!!!) and happy   são as suas características .

 

Estou fora de uma relação séria e estável e sou bastante feliz com este estilo de vida. Sou independente, tenho os meus amores ou coisa que o valha, os amigos, as minhas noites comigo mesma. Enfim, tenho uma vida preenchida e nunca nenhuma relação me deu este tipo de confiança e realização pessoal.

 

Casamento, filhos, casa a meias, conta no banco com poupança para a universidade dos filhos não fazem parte do meu futuro mais próximo. Definitivamente . Como diz o meu amigo J.C. "Vou acabar velho e sozinho!!". Não vais não amigo, eu vou estar lá contigo. E pelo que vejo, vamos ter muita gente para nos acompanhar...

sinto-me: uma mulher rude do séc.XXI
música: Oxigénio
publicado por daily às 14:45

link do post | comentar | favorito

.now

. manifesto anti-compras

. maçãs

. vamos lá a ver se nos ent...

. As transparentes

. My name is Sarah

.other days

. Julho 2015

. Junho 2015

. Julho 2014

. Junho 2014

. Fevereiro 2014

. Dezembro 2013

. Novembro 2013

. Outubro 2013

. Setembro 2013

. Julho 2013

. Junho 2013

. Março 2013

. Fevereiro 2013

. Janeiro 2013

. Dezembro 2012

. Novembro 2012

. Outubro 2012

. Setembro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Maio 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

.pegadas

Website counter
love
cidades
queen
eat
travel